Cidade News

Honda lança a nova XR 300L Tornado, que chega em julho

A réliquia está atualizada de 250cc para 300cc Baseada da XRE 300 Sahara, novidade retoma nome clássico da marca como opção

Continuando a lançar as 10 motos que tinha prometido até 2025, a Honda apresentou mais uma novidade para o mercado brasileiro em seu estande no Festival Interlagos. Dessa vez, a marca confirmou a chegada da XR 300L Tornado. O nome já foi usado por outra aventureira da empresa nos anos 2000.

A marca não revelou muito sobre a novidade, além de que sua chegada oficial deve ocorrer em julho, quando dados técnicos e detalhes como o preço devem finalmente ser revelados pela empresa. A Honda ainda não confirma, mas trata-se de uma versão da XRE 300 Sahara mais voltada para sair do asfalto.

Mudam itens como a carenagem do tanque e o farol, de LED, que é completamente diferente do encontrado na Sahara. Enquanto a moto que lhe dá origem usa o farol fixo e carenagens maiores para proteger o piloto em longas viagens, a proposta da Tornado 300 parece ser de uma moto mais leve e estreita, mais preparada para sair do asfalto.

 

A Sahara revelada em novembro de 2023 estreou um novo chassi, similar ao visto na linha CRF de motos off-road da Honda. É um quadro de berço semi-duplo de aço. Na parte de suspensão, o conjunto é do mesmo tipo. Há um garfo telescópico na dianteira e uma balança de alumínio agora pintados de preto. O curso na dianteira, de 245 mm, e o da traseira, 225 mm, foram mantidos, mas a dianteira foi recalibrada. Atrás, o amortecedor recebeu ajuste de pré-carga em 7 posições. A suspensão terá um ajuste diferente em comparação à Sahara.

Visualmente, todas estas características parecem ter sido mantidas para a nova XR 300L Tornado. O que deve mudar é o peso a seco, que é de até 149 kg na Sahara. Como a Tornado tem menos carenagens, pode ser mais leve.

O motor também é o mesmo monocilíndrico de 293,5 cm3 da Sahara, arrefecido a ar com auxílio de radiador de óleo e contando com comando simples no cabeçote para acionar as 4 válvulas. Em números, com etanol, a Sahara entrega 25,2 cv de potência a 7.500 rpm e 2,74 kgfm de torque a 5.750 rpm. Com gasolina, os picos ocorrem nas mesmas rotações, mas os dados são 24,8 cv e 2,70 kgfm. Assim como a suspensão, a Tornado terá uma diferença de relação específica para esta versão.

 

O diâmetro das rodas é o mesmo: 21″ na dianteira e 18″ na traseira. Assim, a medida dos pneus também foi mantida, sendo 90/90 na frente e 120/80 atrás. Os pneus em si são da marca Metzeler e do modelo Karoo. A Sahara permanece com freios a disco nas duas rodas, sempre dotado de ABS, com 256 mm de diâmetro na dianteira e 220 mm na traseira.

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.