Cidade News

Nilo Peçanha: Câmara aprova Lei que cria o Dia Municipal da Zambiapunga

De autoria do presidente da Casa Legislativa, Joimar Santos (Tchay), a data representa um marco no fomento da cultura popular local e regional.

A Câmara Municipal de Vereadores de Nilo Peçanha aprovou a Lei Nº 453/2023, de 27 de setembro de 2023, assinada pela prefeita Jacqueline Soares, instituindo a data do dia 1º de novembro como o Dia Municipal do Grupo Folclórico Zambiapunga. A lei foi aprovada por unanimidade pelos edis.

 

Segundo a nova lei, de autoria do vereador e presidente da Câmara, Joimar Santos (Tchay), a data será lembrada e celebrada com a saída do tradicional cortejo da Zambiapunga pelas ruas da cidade, que sempre movimentou centenas de pessoas num grande ritual da cultura popular nilopeçanha e baiana.

 

O secretário municipal da Cultura, David Terra, disse que o registro no calendário cultural de Nilo Peçanha do dia primeiro de novembro como o dia da Zambiapunga é importante para valorizar e preservar a cultura afro-brasileira e celebrar a contribuição histórica dos Zambiapungas na região, além de Salvaguardar a cultura. “Afinal, o Zambiapunga é uma manifestação cultural patrimônio imaterial do estado da Bahia, nada mais justo que manter nos registros legais do município sua data na tentativa de manter viva a memória desta manifestação cultural tão importante na Bahia”, comemorou, Terra.

 

O mestre Walmório San, do grupo Zambiapunga, comemorou a aprovação da lei, ressaltando a importância do grupo para a cultura do município e agradeceu aos vereadores pela aprovação unânime e à prefeita Jacqueline por ter sancionado de imediato a referida lei, por também entender a importância do grupo para Nilo Peçanha.

Na semana que antecede o Dia da Zambiapunga, as escolas, em parceria com a instituição e com apoio da Secretaria Municipal da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, poderão promover inúmeras atividades que envolvam e fortaleçam a cultura local e regional.

 

Ainda no dia alusivo à Zambiapunga, a comunidade poderá realizar atividades religiosas, artísticas, culturais e esportivas, de forma a propiciar confraternização e o sentimento de pertencimento em todos os seus cidadãos.

 

Da Redação Portal Baixo Sul /Marcelo Dutra | Foto: Assessoria Zambiapunga

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.